Oficina de Inventor é do Setor 2.5        

O diferencial do setor 2.5  (24/09/2017)

Primeiro setor: O Estado Federativo, representado por prefeituras municipais, governos estaduais e a presidência da república, além das entidades a estes ligadas. Denomina-se de Primeiro Setor o “setor público”.

Segundo setor: O mercado, setor produtivo constituído pelo conjunto das empresas que exercem atividades privadas, que atuam em benefício próprio e particular.

Terceiro setor: Entidades da sociedade civil, com fins públicos, não lucrativos. Formado por organizações sem fins lucrativos, que atuam nas lacunas deixadas pelos setores públicos e privados em busca do bem-estar social. O Terceiro Setor não é nem público nem privado.

Setor 2.5: Surge como um intermediário entre o segundo e o terceiro setor, direcionando o lado empresarial para o bem-estar social. Engloba organizações com fins lucrativos. Características: Prezam por impacto socioambiental positivo ou transformação social. O lucro é parcialmente reinvestido no próprio negócio.

O setor 2.5 foi definido assim porque não se encaixa exclusivamente no segundo setor, que são as empresas criadas pelo lucro, nem no terceiro que são as ONGs sem fins lucrativos, mas une sustentabilidade financeira e impacto positivo à sociedade. É um negócio diferente. As empresas relacionadas a este tipo de negócio têm características em comum como causar impactos diretos na sociedade, promover o desenvolvimento das pessoas, estar alinhado com a realidade local e manter a finalidade lucrativa.
Ainda não há uma regulamentação específica sobre este tipo de negócio no Brasil que começou a se destacar entre 2006 e 2007. Mas dados da Artemisia apontam que há três anos, existia apenas um fundo de investimento com foco em negócios de impacto no Brasil. Hoje são 10 fundos investidores. Além disso, atualmente há entre R$ 300 milhões e R$ 500 milhões disponíveis para investimento em negócios de impacto social no país.
Fonte: https://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/setor-2-5-motiva-novos-empreendedores-em-negocios-sustentaveis-e-de-impacto-social

Iníciando as atividades como empresa incubada.

(14/09/2017)

A chef de cozinha Isis, Humberto, diretor da Oficina de Inventor, Mari, diretora da Tendência Pesquisa de Mercado e Bruno Billerbeck Carrapateira escritor e um dos fundadores da Oficina de inventor, prestigiando o coquetel de início das atividades da Oficina de Inventor incubada na PIME da UFMS.

Amigos e inventores Krishna, Manoel Antônio e seus filhos e uma parte da família, no laboratório da Oficina de Inventores na UFMS.

Convite feito, convite aceito.

Primeira fala - 22/02/2016:

Aconteceu no último sábado, dia 20 de fevereiro de 2016, às 14h, a primeira Oficina de Inventores.

Idealizada pelo professor Humberto Carrapateira e seu pai, a Oficina de Inventores trata da reunião tecnológica fraterna com o objetivo de unir e mobilizar pessoas em busca de conhecimento e troca de informações.

Participaram do evento "Arteiros" com idade de 06 a 84 anos, das mais diversas áreas profissionais.

Foram abordados no encontro vários temas, tais como: a geração de energias renováveis, motor keppe e criação do Banco do Tempo do Inventor.

Conforme salientou o Professor Humberto, "a Oficina de Inventores não requer de seus membros a formação acadêmica ou científica, mas a postura de pessoas inquietas que busquem inovações, idéias e soluções para questões ambientais, sócias e tecnológicas".

A reunião contou também, com a presença de alguns membros do Clube de Ciências do Colégio Atenas, que acompanhados do Diretor do colégio e professores, apresentaram aos demais participantes projetos de pesquisa e desenvolvimento relativo às plantas medicinais.

O jovem cientista Leonardo, salientou sua alegria por poder contar com um grupo onde poderá trocar informações e dúvidas sobre a sua área de interesse: "estou muito feliz porque na Oficina de Inventores poderei ter contato com estudiosos, que assim como eu, buscam conhecimento e realizam pesquisas na área da física quântica".

A próxima reunião ficou marcada para o próximo sábado, dia 05 de março de 2016, no Colégio Atenas.

Valéria Ribas Cunha – Advogada e Inventora

Segunda fala 22/02/2016

OFICINA DE INVENTORES

A princípio fui surpreendido pela quantidade de pessoas envolvidas na reunião a proposito desta ideia, mais ainda pelas diversas áreas do conhecimento da qual cada um possuía e da mesma forma pela variada faixa etária, que a meu ver, esse choque entre gerações culminará em valorosos frutos.

Atenção em especial as mentes questionadoras e vibrantes desses jovens pesquisadores que possuem grande potencial para promover um impacto social e econômico muito positivo,pois acredito que grandes descobertas só são possíveis porque são consequência de uma vasta massa de módicas contribuições.

Por meio deste primeiro encontro sinto que a energia e intenção disposta por todos os presentes fluirá em uma sinergia harmoniosa e cooperativa em prol do desenvolvimento de quaisquer projeto que esteja em vista pela oficina, uma vez que as ferramentas e o conhecimento de cada integrante estão desde já disponível para o bom uso de todos.

Sendo parte integrante deste grupo almejo que desta oficina muitos projetos inovadores sejam criados e desenvolvidos a partir de hoje e por meio destes inspirar novos cientistas que como nós necessitam da colaboração um do outro para tornar real nossas ideias.

Portanto chego à conclusão de que a ciência é tudo para uma nação, assim como outras nações buscarem a ciência e melhorarem a educação de seu povo, um mundo melhor será construído tanto no âmbito da tecnologia, política economia e etc.

Leonardo da Cruz Carrapateira - Fisioterapeuta e Inventor

 

Terceira fala 23/02/2016:

A princípio, quero esclarecer que o "potencial" do Humberto é por mim conhecido - 'não é de hoje' - estivemos juntos em alguns projetos...

"Agora" com essa idéia de aglutinar um CLÃ, com objetivos recíprocos é, sem dúvida, algo formidável.

Por outro lado, quer dizer que estou "deslumbrado" com o site da OI, acredito que o sucesso será apenas a consequência, a considerar a primeira reunião e, o quilate das pessoas que lá estiveram.

Se eu puder, de alguma forma ser útil, para mim será uma maneira de retribuir aos conhecimentos que acumularem participando da OI e do "banco".

Roberto SANTIAGO Inventor.

 

Contate-nos

Cadastre-se através deste contato e lhe enviaremos mais informações